A troca de experiências profissionais trouxe resultados inspiradores para o primeiro Fórum das Comissões Nacional e Regionais de Alimentos do Sistema CFMV/CRMVs, evento realizado entre os dias 3 e 5 de outubro na sede do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), em Brasília (DF). Durante os três dias do encontro inédito, médicos veterinários que representavam conselhos regionais de 16 estados compartilharam conhecimentos e traçaram planos para aprimorar o exercício da profissão nas diversas áreas relacionadas à segurança dos alimentos.

Em uma aguardada palestra, a integrante da Comissão Nacional de Alimentos (CNAL/CFMV) Gisela Hutten, falou sobre os desafios de inspecionar alimentos nos maiores eventos realizados no país nos últimos anos. Hutten atua na Superintendência de Vigilância e Fiscalização Sanitária em Alimentos e Nutrição (SVFSAN) da Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses (Subvisa) do Rio de Janeiro, e garantiu a segurança de espetáculos internacionais como a Copa das Confederações, a Copa do Mundo, os Jogos Olímpicos e o Rock in Rio.

                Gisela Hutten​ (CNAL). Foto: Ascom/CFMV

Em verdadeiras operações de guerra, a médica veterinária tinha a missão de evitar e combater casos de alergia, intoxicação alimentar e de comercialização de alimentos em situações irregulares. “Quando trabalhamos em eventos, temos de entender que estamos mostrando a cara do país. Estamos protegendo a imagem do país como um grande organizador de eventos de massa, e o Rio de Janeiro alcançou esse posto”, resumiu a médica veterinária em sua apresentação.

 Sem os médicos veterinários envolvidos nos eventos, ressaltou Hutten, seria impossível garantir a qualidade da água, dos alimentos, das condições de armazenamento dos produtos e das instalações preparadas para alimentar milhares de funcionários, atletas e pessoas do público. “São muitos detalhes que, mesmo com muito planejamento, temos de corrigir ao longo do evento. Nas Olimpíadas, houve muito alimento sem origem trazido pelas federações para a vila dos atletas”, contou a médica veterinária.

Marili Gramolini, que também integra a CNAL, compartilhou com os participantes do fórum parte de sua experiência como consultora de segurança dos alimentos em refeições coletivas. “É uma área maravilhosa. São infinitas o número de coisas que o médico veterinário pode fazer na segurança dos alimentos, incluindo muita coisa que o pessoal desconhece”, afirmou a médica veterinária.

                Marili Gramolini​ (CNAL). Foto: Ascom/CFMV

Aos colegas de profissão, Gramolini ressaltou a importância da dedicação a essa função essencial para a saúde humana, e falou sobre o trabalho de implementação de boas práticas em restaurantes e em outros estabelecimentos que servem refeições coletivas, incluindo empresas com um grande número de funcionários. “Trabalhamos no desenvolvimento de fornecedores, no recebimento da matéria-prima e nos processos da cozinha, na higienização de alimentos, no armazenamento e na preparação. É um orgulho enorme ser médica veterinária e trabalhar com tudo isso”, resumiu.

                              

Inspiração

Os representantes dos Conselhos Regionais que participaram do Fórum também tiveram a oportunidade de compartilhar as experiências vividas em seus estados, e de trabalhar na construção de um plano de ação que vai guiar o trabalho futuro do Sistema CFMV/CRMVs. Em grupos de trabalho, os participantes debateram e traçaram metas relacionadas à Responsabilidade Técnica, ao sistema de segurança de alimentos de origem animal e à divulgação da atividade profissional.

Os pontos abordados no fórum, garantem representantes que participaram do evento, servirão de base para a construção do plano estratégico de suas comissões. “É muito enriquecedor trocar experiências vividas de diversas regiões do país e ver que temos bastante confluência na perspectiva de melhorias do setor”, ressalta Hellen Araújo Cavalcante, Presidente da Comissão de Inspeção de Produtos de Origem Animal e Vigilância Sanitária do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE). “Foi um encontro muito produtivo. Foi além das minhas expectativas”, resume Hellen.

Hellen Araújo Cavalcante​ Presidente da Comissão de Inspeção de Produtos de Origem Animal e Vigilância Sanitária do CRMV-CE. Foto: Ascom/CFMV

“Acredito que podemos pegar tudo de bom de cada regional, pois todo mundo já está atuando de alguma maneira para padronizarmos e conseguirmos melhorar a nossa atuação, principalmente na área de alimentos, e valorizar a classe dos médicos veterinários nessa área”, ressaltou Liris Kindlein, presidente da Comissão de Alimentos do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio Grande do Sul (CRMV-RS), que desde 2015 tem o grupo dedicado a tratar exclusivamente deste tema.

 Liris Kindlein, Presidente da Comissão de Alimentos do CRMV-RS. Foto: Ascom/CFMV

Kindlein apresentou no fórum o que a Comissão do CRMV-RS realizou nos últimos dois anos, desde articulações com o Ministério Público e instituições privadas, a iniciativas de capacitações em responsabilidade técnica para os médicos e trabalhos realizados em conjunto com instituições de pesquisa e universidades. “Essa aproximação entre o Conselho Federal e os Regionais é muito válida como um primeiro passo, é um embrião que está nascendo”, avaliou a médica veterinária.

Os casos de sucesso apresentados no encontro também foram fonte de inspiração para os conselhos que pretendem ser mais atuantes na área de segurança de alimentos. “Nós queremos incluir o médico veterinário nessa área de alimentos, em que há uma carência muito grande e com pouca gente vocacionada para isso”, ressalta José Arimateia, Secretário-Geral do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio Grande do Norte (CRMV-RN).

 José Arimateia, Secretário-Geral do CRMV-RN. Foto: Ascom/CFMV

 

O CRMV-RN ainda não conta com uma comissão voltada especificamente para este tema, mas a criação do grupo já está nos planos do regional. José de Arimateia revela que foi indicado para presidir a futura Comissão de Alimentos do regional. “Voltando para Natal, devemos convocar companheiros e colegas médicos veterinários para participar da Comissão de Alimentos e ela será efetivada muito em breve”, adianta.

(Créditos - CFMV)

Artigos relacionados
Formações, lançamentos do Novo Código de Ética, campanha contra maus-tratos e palestras estiveram entre as ações em alusão ao dia do Médico Veterinário O Con...
Continue lendo...
Atividade contou com a presença de representantes do Conselho Federal de Medicina Veterinária. O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará...
Continue lendo...
O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE) realizou nos 10 e 11 desse mês encontro para dialogar sobre a necessidade de melhoria...
Continue lendo...