A primeira Câmara Nacional de Presidentes do Sistema CFMV/CRMVs (CNP) de 2019 contou com um novo formato. Representantes dos Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária (CFMV/CRMVs) se dividiram, ao longo de três dias, em grupos de trabalho para sugerir alterações em três resoluções do Sistema. O evento aconteceu na sede do CFMV, em Brasília, de 13 a 15 de maio.

 

 

"É uma alegria muito grande estar com a casa cheia e presidindo essa reunião do Sistema CFMV/CRMVs. O Conselho é de todos. É fundamental ouvirmos quem está na ponta para atuarmos com eficiência e celeridade”, disse o presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida.

Os 27 presidentes dos Conselhos Regionais estiveram presentes. Separados em três grupos e com a participação de outros profissionais eles chegaram ao consenso sobre a reformulação das resoluções do federal nº 875, que aborda o processo ético; nº 958, sobre eleições nos conselhos; e nº 1015, que modifica as estruturas dos estabelecimentos veterinários.

 

 

               Deputado federal Fred Costa, Francisco Cacalcanti, Luiz Carlos Barboza Tavares, vice-presidente do CFMV, e os conselheiros Therezinha Porto, Irineu             Benevides e Fábio Holder ( da esquerda para direita)

Quem também prestigiou o evento foi o deputado federal Fred Costa, autor de vários projetos de lei (PLs) no Congresso Nacional que envolvem animais e áreas de Medicina Veterinária e Zootecnia, como por exemplo o PL 48/2019, que cria o serviço de Disque Denúncia de Maus Tratos e Abandono de Animais. Outro projeto de lei do dele é o 59/2019, que estabelece a obrigação dos estabelecimentos veterinários, quando constatarem indícios de maus tratos nos animais atendidos, comunicarem imediatamente o fato à Polícia Judiciária. “ É uma bandeira fundamental do meu mandato a questão animal. Vamos ter diálogo permanente com o CFMV. Temos muito motivos para caminharmos unidos”, declarou o deputado.

“As resoluções precisavam de atualização e modernização. Elas abrangem temas relacionados ao uso da internet, como o voto eletrônico e a emissão on-line de certidões, e devem ser adequadas às mudanças ocorridas nos códigos Civil e Penal”, explica Erivânia Câmelo, chefe de gabinete da Presidência do CFMV.

As contribuições dos Regionais serão analisadas com prioridade, em breve, pela plenária do Conselho Federal.

Participação dos CRMVs

Para a presidente do Regional do Pará (CRMV-PA), Maria Antonieta Martorano Priante, é sempre uma satisfação participar das Câmaras; uma oportunidade de aprender e compartilhar as experiências. "Estamos agora revendo e dando contribuições para essas três resoluções e é muito importante que a gente faça parte, com a experiência de cada Regional, para que realmente as normas tenham participação de todos e sejam aplicáveis nos estados", afirma.

“Participando hoje da Câmara Nacional de Presidentes, vejo a importância que nós temos em trazer novas ideias, trazer as dificuldades vivenciadas pelo nosso estado e poder contribuir com o sistema”, relatou o presidente do CRMV-ES, Marcus Campos Braun.

Para Rodrigo Bordin Piva, presidente do CRMV-MS, é muito importante a realização da Câmara, “espaço onde a gente consegue compartilhar as experiências de outros estados. Ela traz essa troca de informações com os colegas e permite a discussão de propostas das resoluções, portarias e RTs“.

Marcos Vinícius de Oliveira Neves, presidente do CRMV-SC, avalia o formato como ideal par discutir os problemas, e com isso construir melhores soluções. “Essas propostas serão transformadas em resoluções que vão para a prática daqui pra frente”.

O presidente do CRMV-BA, Altair Santana de Oliveira, considera importante discutir resoluções impactantes para as classes da Medicina Veterinária e da Zootecnia. "Na Bahia, estamos num esforço constante de nos comunicarmos com a sociedade, por meio das mídias sociais, jornais, rádios. Muitos profissionais não entendem o papel do Conselho”.

Marcelo Weinsten Teixeira, presidente do CRMV-PE, avaliou este modelo de evento como uma mudança salutar. “Discutirmos e ouvimos as experiências dos colegas presidentes. Uma oportunidade de conhecermos melhor o sistema”, afirmou.

O Evento

No primeiro dia da CNP foram apresentados os resultados do trabalho do Departamento de Comunicação do CFMV; o projeto de recadastramento de profissionais do Sistema e a nova carteira de identidade dos Médicos Veterinários e Zootecnistas.

No último dia, os CRMVs tiveram a oportunidade de apresentar as ações desenvolvidas em cada estado e as dificuldades encontradas, além da troca de experiências.

"A nossa missão é fiscalizar e precisamos retornar à sociedade os resultados. Saio daqui realmente satisfeito com a participação dos meus colegas” finalizou o presidente do CFMV.

Confira mais fotos da Câmara de Presidentes, aqui, no Flickr do CFMV

Assessoria de Comunicação do CFMV

Artigos relacionados
Acontece, nesta segunda-feira (28/08), o I Seminário sobre Políticas e Estratégias para Gestão Animal de Fortaleza, no Auditório Ademar Arruda – Câmara Munici...
Continue lendo...
O edital possibilitará, apenas, inscrições para reposição de profissionais dentro das áreas exoneradas pelo Governo do Estado na instituição agrária. Com int...
Continue lendo...
Depois da redução de casos da dengue, ''Agora, temos a tarefa adicional e que nos preocupa bastante que é a febre chikungunya'', disse Chioro (Notícia veicul...
Continue lendo...