F7AB0592 FD58 43B6 9A7A 3F73178E2DBF

Quando falamos em maus-tratos a animais, geralmente lembramos das ações realizadas contra pequenos animais, com frequência, em nossos pets. Esquecemos que, grandes animais, a exemplo de bois, cavalos e jumentos sofrem diariamente maus-tratos em nossos campos e fazendas, sejam por ordem alimentar, de acondicionamento adequado, no manejo da reprodução, entre outros . Na maioria dos casos, isso ocorre por esses animais não contarem com tratamento de profissionais habilitados e sem o conhecimento necessário para tal.

“Nos últimos anos, temos nos deparado com pessoas não habilitadas, que não possuem formação na área de Medicina Veterinária, realizando, ou tentando realizar procedimentos que são EXCLUSIVOS do médico-veterinário, o que leva a sofrimento por parte dos animais, e uma grande frustração ao proprietário/tutor do mesmo. Refiro-me a pessoas,até mesmo de profissões próximas à medicina veterinária, tentando realizar cirurgias no campo, sem o mínimo dos cuidados necessários ( campo cirúrgico, antissepsia, anestesia, assepsia), o que leva ao sofrimento do animais, e na maioria das vezes, a sua morte”, declarou o membro da Comissão Estadual de Grandes Animais do CRMV-CE, o Méd. Vet. Kolowyskys Silva de Alencar Dantas.

O Médico-veterinário reforçou ainda que outra ação que está se tornando corriqueira, mesmo desobedecendo uma lei Federal, é a tentativa de realizar ações no âmbito da reprodução animal, como por exemplo, palpações retais com o objetivo de diagnósticos reprodutivo, com ou sem o uso do aparelho de ultrassonografia, a tentativa de inoculações de embriões, que alguns conhecem por transferência de embriões, atos estes que precisam de manipulação através do reto do animal, bem como de seu aparelho reprodutivo. Atividades realizadas por pessoas não habilitadas, causando lesões sérias ao paciente ( inclusive irreversíveis), e até mesmo a morte do mesmo, como no caso de rompimento ( laceração) retal, com consequente peritonite, e morte.

Daí a necessidade do proprietário/tutor, todas as vezes que for contratar um serviço especializado nas área citada ter a certeza de contratar um profissional médico-veterinário formando, inclusive pedindo a identificação profissional.

Devemos proteger também nossos animais do campo e sempre reforçar que o único profissional habilitado para promover o bem-estar é o médico-veterinário.

Artigos relacionados
...
Continue lendo...
O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Ceará (CRMV-CE) convida todos os profissionais inscritos na autarquia a participarem do II Seminário ...
Continue lendo...
O Presidente do CRMV-CE, Dr. Francisco Atualpa, participou de sessão conjunta da Comissões de Política Urbanas e de Meio Ambiente e de Saúde da Câmara Municip...
Continue lendo...